quinta-feira, 1 de maio de 2008

Morrer Acontece...



Morrer não é nada mais do que nascer ao contrário.Morrer é fácil,difícil é assobiar e chupar manga ao mesmo tempo.
Você pode estar sentado no sofá,assistindo a mais um episódio de "Os Simpsons" e de repente você sofre uma ruptura de aneurisma cerebral e morre.Nem vai ficar sabendo que morreu.Vai achar que fechou os olhos para espirrar.Esse é o tipo de morte em que as pessoas olham o defunto no caixão e dizem:"Coitado,era tão bom...morreu e nem ficou sabendo".
Tem também aquela morte em que a pessoa sabe que vai morrer (tem um câncer maligno que se espalhou pelo corpo) e tem que ficar esperando.Primeiro vem o desespero,depois a resignação.Depois, a impaciência, porque a morte de vez em quando atrasa.No velório vão dizer como o sujeito era bom e o clichê "descansou,coitado".
Não podemos esquecer de quem morre porque quer:o suicida.É o cara que decide não esperar a morte,é talvez um impaciente ou alguém que não se adaptou a este planeta,que não sabe viver e entender as coisas do mundo,cansado demais para continuar.E põe fim a isto tudo encerrando sua própria existência.Se não bastasse a dor de viver o suicida é torturado ainda com choros,velas e rezas.
E tem gente que consegue morrer vivendo.São pessoas que respiram,andam e se alimentam,mas estão mortas porque perderam a esperança. E a morte da esperança cria zumbis que não observam o mundo,as pessoas e toda beleza e tristeza da vida que o serve.
Morrer acontece,assim como morre esta crônica,simples,num ponto final.


"Todo mundo então era pérfido, mentiroso e falso? E lágrimas lhe vieram aos olhos, pois choramos sempre a morte das nossas ilusões com a mesma mágoa com que choramos os nossos mortos."(Guy Maupassant)



15 comentários:

Dragus disse...

Se pudesse escolher gostaria da morte súbita, de de repente ver a dona morte na minha frente e ela me dar seu beijo gelado e partir sem sentir mais do que saudade do que fica pra trás.

Morte anunciada é um sofrimento desnecessário... Assim como morrer mentalmente e ter uma sobrevida inútil.

Enfim, é um assunto que rende boas cervejas... =)

JM disse...

Bom blog

topico macabro huahuahua

abração

Cruela disse...

eu ainda acho que das coisas idiotas que podemos fazer... morrer é a maior delas...

afinal de contas, quem vai desmarcar a dentista?

J. disse...

hauauahauha
nossa, curti
tava conversando sobre esse assunto nessa madrugada, o dificil era que os meus dois amigos eram de cabeça oca, espiritas, e tal
mas foi iteressante o assunto, morte
seila, sinceramente, nao cheguei a nenhuma conclussao

bom post

abraco

Rosangela disse...

Lembro que alguem falou "Já nascemos gravidos da morte." Isso e fato mas daí ficar a espera dela é morrer vivendo mesmo.
A vida é bela e vale ser vivida!
Belo blog
Zanny10
http://zanny10narede.blogspot.com/

Alexandre Veras da Luz disse...

É por isso que creio em um cara que me da vida e vida em abundância, Jesus Cristo.muito legal o texto , parabéns!

Carolzita! disse...

"Viver é foda, morrer é difícil"

se eu pudesse escolher como morrer, escolheria que fosse instantânea

Strix Van Allen disse...

# Tava com saudades docê. =3

# Realmtente... A vida orgânica é algo tão frágil... Estranho é ainda estarmos vivos. o_o

# Bjins!

Coffee and Chilli for few disse...

Gostei: criativo, pontual e racional.
Pior é o que estão fazendo, agora mais do que nunca, usando a morte dos outros para aparecer na tv por alguns segundos. Isabela que o diga.

www.culturacomcafeina.blogspot.com

Jersica Paes disse...

Estava esperando há tempos, mas valeu. Parabéns pela nova postagem. Até a próxima (espero... rsrs)

Beterraba disse...

Morrer é tão simples e tão complicado. Morrer é um fato. Uma certeza. Não temos medo da morte em si, mas sim do desconhecido: o que acontece depois da morte?

Ótimo post!
Grande abraço!

Gabi disse...

Um assunto tão corriqueiro, mas que ainda é tão difícil!
Não devia, mas a verdade é que a 'morte' ainda incomoda um pouco.

É certo, porém, que a morte dos sonhos é a pior de todas.

Parabéns pelo artigo, brilhante como sempre!

mari_vaz disse...

Bem... tratando-se de uma propaganda de Bordel... rsrsrs...
Mas pode deixar, que não abandonarei meu blog!
=)
Grande abraço e até a próxima!!

Manu disse...

Papo mórbido...!!!






Adorei!!! ;)

SONIA disse...

Verídico texto.
A frase que mais me tocou:"E tem gente que consegue morrer vivendo".
Vejo isso todos os dias para onde olho.
Essa morte é suicídio lento.
Parabéns e obrigada pel visista ao meu blog que esta sempre de portas abertas.