quinta-feira, 19 de julho de 2007

Pra Não Dizer Que Falei de Flores


Não mais cantamos,
Agora gritamos, choramos, relaxamos e gozamos.
Não há canções.
Silêncio...

Eu não sou igual a você,
Você não é igual a ninguém, ser diferente é normal.
Afasta de mim esse braço, abraço nada me trás.
Nas escolas, nas ruas, campos,...
Só des-cons-tru-ções,
Explosões, aviões.
A ferocidade não escolhe mais lugar.
Já disse que não há canção?
Silêncio...

Embora pra onde?
Nosso planeta agoniza,
Não há esperança.
A fome já não está mais só no campo.
As plantações enriquecem o Brasil,
Mas somos auto-suficientes.
Oh!
Auto-suficientes, ouviu bem?
Silêncio...

Nas ruas carros, motos, pessoas.Tudo está tomado.
No concreto a flor de Drummond expira,
Canhões massacraram-na num desfile de 7 de Setembro.
Viva a pátria!
Silêncio...

Há soldados armados, meninos armados.
Perdidos de armas na mão.
Eu desarmado, mais perdido do que eles.
Não se amam, não são amados.
Na antiga lição,
"Acudam, acudam, a bandeira nacional".
Não há tempo para isso.
Silêncio...


Desistimos da guerra, abdicamos das armas.
Estamos sem clamor.
Os amores se foram, estão "encantados".
Restam poucas flores, resta pouco verde, amarelo.
Até pouco do resto, resta, não muito.
A certeza é o dia de hoje.
Aguardamos o pior acontecer,
Ensinamos isto às crianças,
Assim não nos decepcionamos, nem a elas.
Não caminhe, corra!
Não há canções, só se ouvem tiros.

Depois, ... silêncio.

11 comentários:

Cris Penha disse...

Essa é uma Ode à nossa situação, caos.

Vc estava meio sumido rapaz!!
Voltou arrasando!

Bom vc estar cumprindo as dicas aos poucos, ajuda a relaxar.

Eu como professora consigo ter umas 'férias' no meio do ano para voltar com energia toda e sugar, sugar, encher, encher de informação e conhecimento a vida dos meus aluninhos que tanto amo, hehehe...
( eles ficaam loucos com minhas energias e idéias renovadas, hehehehe...)

Um grande abraço

Carol disse...

Nossa!
vc some, mas qd volta... ARRASA!!!


bjuss

R Lima disse...

Sumido é pouco.. não abandona o espaço aqui n moço..

Sucesso sempre ao seus grandiosos pensamentos...





[ http://oavessodavida.blogspot.com/ ]

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

Arne Balbinotti disse...

Você voltou e nem me avisou né... humpf...
Claro que o texto está belíssimo, mas agora quero ver o que mais gosto em você, suas pitadas religiosas, que tanto me divertem...
Beijos e bom retorno.

Strix Van Allen disse...

# Aaah! Beleza, D. Rousseau! Tava com saudades dos seus posts.
# "O grito"? Adoro essa pintura. ^_^ É a cara da maioria dos brasileiros... :P
# Bjins!
# Strix, que tem que se esforçar pra não sumir também. ^^

Roberto L. disse...

Olá, amigo... relacionei vc no Museu Anos 80 para responder um MEME. Depois dê uma passadinha lá. Abraços.

Cris Penha disse...

Apareça, some não!!

Arne Balbinotti disse...

Você sumiu de novo né...
Buaaaaaaaaaaaaaaaaaa... e agora quem vai me explicar sobre Deus e o Diabo na Terra???

Cris Penha disse...

Que bom vc ter reaparecido!! Espero por seus texts maravilhosos e te aguardo sempre no Laboratório!!

Até mais!

Arne Balbinotti disse...

Nem vou falar nada né menino...

SONIA disse...

Que texto!!!
Só essa frase já bastava:"Eu não sou igual a você,
Você não é igual a ninguém, ser diferente é normal".
Lindooo...textooo...!!!Acho até que vou roubar para colocar no meu blog.(Risos)
Bjsss...