segunda-feira, 24 de setembro de 2007

Mãe, Minha Velha Criança...



Sempre quando me lembro de você, seu rosto me surge jovem, amável.
As rugas agora ocultam teu rosto, mas você continua bela, dentro de mim.
Zomba da minha magreza e dos meus cabelos brancos que cultivo desde criança,
Chamo-lhe pelo apelido que você não gosta,
Satisfeito, observo seu aborrecimento.
Rezo ao seu lado aos pés da imagem de São Jorge, mas não lhe conto meu ateísmo.
De vez em quando me pergunta pelo nosso cão,
Minto, dizendo que deve estar escondido debaixo de alguma cama.
Nefasto leito eterno.

Lembro-me...
Levava o alimento à minha boca, contando como eu iria ficar forte quando crescesse.
Hoje busco conter sua mão para que consiga nutrir seu corpo.
Quando a comida respinga sua roupa, eu sorrio para que você não sinta vergonha.

Lembro-me...
Caminhava do meu lado, ensinando-me a andar,
Agora caminho ao seu lado para que não perca seus passos diante do tempo.

Colocava me na cama cantando para eu dormir,
Eu a deixo na sua antiga cama,
Você brinca que quer morrer dormindo,
Fico na esperança de vê-la acordada amanhã.
Antes de sair, penso em algo que quero que saiba,
Mas você já pegou no sono.
Boa noite.
E Obrigado Minha Velha.


[Feliz Aniversário Mãe]

14 comentários:

Cris Penha disse...

Valeu a pena esperar tanto tempo por suas palavras...

Amo minha mãe, e tudo q vc escreveu significa muito, muito mesmo para mim.

Feliz aniversário para ela e venham muitos anos pela frente.

Bjos

Arne Balbinotti disse...

Cachorro ordinário.
Some todo esse tempo e quando retorna espero ver aqui um debate religioso fervoroso e você me vem com esse texto.
Que me faz me derramar em lágrimas a cada palavra, a cada letra e em cada significado no seu todo.
Realmente mãe é mãe, e para a tua, todos os Hip Hip Hurraaaaaaaaaaaa... que possamos gritar.
Beijos, cuide-se e não demore mais tanto para retornar desta vez.
E já que religião é seu fraco, veja o texto que está em meu blog... hehehe... alucinei ao lê-lo.
Novamente:
Hip Hip Hurraaaaaaaaaaaaaaaaaaaa...

Strix Van Allen disse...

# Que lindo, rapaz! ^^
# Mães deviam ser imortais! \o/
# Eu também tava com saudade... Sempre dava um pulinho aqui, mas você nada... :(
# Vê se não some! ^^
# Bjins!
# Strix, fazendo serão.

R Lima disse...

Êita que homenagem de responsa... rsss

Parabéns a vc e sua mãe..

Mas precisava de tanto tempo assim de ausência?R/S?s/ss

Ficamos felizes pela sua volta.




Texto de hoje: Déjà Vu...

Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

liza disse...

Parabéns Mamãe!!! É assim que o número do celular da homenageada está registrado no meu celular (uma brincadeira com o filho, mas um carinho com a mãe, que o criou tão bem).Lembro de ler com ela um texto seu, muito bem escrito(esse seu dom não é novidade), escutando dela muitos elogios ao bom aluno e excelente filho.Aquele texto era bom,mas não tão linnnnnnnnndo como o que você escreveu e publicou para ela. Gostei muito de ler um texto seu novamente, mas tenho certeza de que MS (respeitando o apelido) gostou muito mais. Beijão.

Arne Balbinotti disse...

Obrigado pela visita e pelos elogios...
Beijos e cuide-se.

Arne Balbinotti disse...

Quero te fazer uma pergunta:
Você está na lista?

Arne Balbinotti disse...

Obrigado pelos comentários sempre muito bem comentados...
Abraços e publique algo logo, estou sentindo falta de bons textos por esses blogs da vida...
Sinceramente, topei com cada tipo... afff...
Abraços.

Arne Balbinotti disse...

Hello...
For where you walk?

R Lima disse...

ô rapá.. esqueceu daqui.. esqueceu de nóis?.r.s.s.ss

Abçs,



Texto de hoje: Acaso...

Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

CresceNet disse...

Gostei muito desse post e seu blog é muito interessante, vou passar por aqui sempre =) Depois dá uma passada lá no meu site, que é sobre o CresceNet, espero que goste. O endereço dele é http://www.provedorcrescenet.com . Um abraço.

Manu disse...

Realmente emocionante!!! Tive vontade de ter uma mãe assim... snif...

vedder disse...

puuuuuuuuuuuutz!

snif!

Eu quero a minha maaaaaaaaaaaaaãe!!

Cara, bão de mais!

só não falo que eu quase chorei, porque se não vc vai me chamar de emo! (ih falei)...;

Anônimo disse...

Obrigado por intiresnuyu iformatsiyu