domingo, 9 de maio de 2010

Minha Última Poesia de Amor


Ele estava na cozinha,sentado.
Admirava o corpo dela em movimento,tão vibrante,juvenil.
Tão único,conclui.
"Te amo",ele diz.
Ela vira-se para ele,senta no seu colo e o olha nos olhos.
"Te amo",sussura.
"Eu te amo muito",diz ele.
Ela sussurra em seu ouvido:"eu te amo muito também" e lhe beija demoradamente.
"Mas eu te amo muito mesmo,você entende"?Ele insiste com uma voz suplicante enquanto aperta os braços dela com energia.
Ela puxa seus cabelos com força,ele se excita.
"Mas eu a amo mais que tudo,não só seu corpo,mas sua alma,sua essência.Queria que você entendesse".
"Eu entendo",diz ela sorrindo.
"Não,ela não entede",pensa ele olhando para o rosto dela.
Falta-lhe palavras para explicar o quanto a ama.
Ele segura sua cabeça,toca de leve sua nuca e a encara.
"Eu morreria por você ,daria minha alma por uma eternidade ao seu lado".Ele aperta sua nuca com mais força.Quer que ela compreenda realmente o tamanho do seu amor por ela.
Ela não sorri mais e o olha,perturbada.
"Também te amo" ,ela diz com uma voz trêmula.
"Te amo mais do que a mim mesmo",ele fala.Seus olhos brilham e tremem alucinados.
"Eu também...",mas não consegue completar a frase.
Ela sente a faca penetrar seu peito .
O sangue escorre delicadamente pelo seu seio.
Seus olhos se encontram.
"Te amo",ele diz.
"Te amo",ela insiste...
Um fio de sangue escorre dos lábios.O derradeiro beijo.
Ele desliza os últimos centímetros da lâmina no corpo dela,que convulsiona.
As batidas do coração cessam.
Ele sente.
Ela não.

11 comentários:

Marcelo Albinati! disse...

Uma palavra: "Condizente!"

Impasse Livre disse...

Caraca ..nem levei fé...tá de volta, mano velho!!!!heheheh aleria , euforia , o poeta voltou, renascido e vigorosos, como sempre. espero que siga sem,pre aqui. Abração , Leandro

Jersica Paes disse...

Sem palavras por estar novamente por aqui. Li e senti [tanto o poema, quanto a visita ao blog]. Sou sua fã! Não suma mais. Precisamos do que você escreve!

Daniel Silva disse...

não sou fã de poesias e blogs do tipo, mas você escreve bem.

abraço

Cíntia Carvalho disse...

Foda. Muito bom. Parabéns ^^

♥ Evelin Pinheiro ♥ disse...

Ownnn... que lindo! E triste também...

Peguei seu blog na comu, tô seguindo e ta na minha lista de favoritos !!

Me segue também!
Aguardo sua visita!

BjOs*-*
http://evesimplesassim.blogspot.com/

Anônimo disse...

Mto bom!! Bom demais vc escrever de novo!!
mas, aiih.. gastura!! heheh

Beeeijo Ana Carol (hehehe)

Anônimo disse...

Cadeira, cadeira...
;)

[ rod ] ® disse...

O amor é, deveras, um ser conturbado. Até ao limite teima e viver o 'não' aceite! Abs meu caro.

@helthon disse...

Nossa... não sei o que dizer.

Anônimo disse...

amei a foto lindaaaaaaaaaaaaaaaaaaaei amei a foto